Traindo a Deus na desobediência

Por André Araújo*

Deus perguntou-lhe mais: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste da árvore de que te ordenei que não comesses?
Ao que respondeu o homem: A mulher que me deste por companheira deu-me da árvore, e eu comi.
- Gênesis 3:11-12

Depravação total. Esse é o nosso estado natural sem a presença do Espírito Santo.

Somos especialistas em tentar enganar Deus, transferindo a culpa a fatores externos ou dando desculpas para não respondê-Lo diretamente com a verdade. O curioso é que há cristãos que conhecem muito bem este Salmo:

SENHOR, tu me sondaste, e me conheces.
Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento.
Cercas o meu andar, e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos.
Não havendo ainda palavra alguma na minha língua, eis que logo, ó Senhor, tudo conheces.
- Salmo 139:1-4

E mesmo assim acham que podem ludibriar a Deus, pensam que podem varrer o pecado para debaixo do tapete ou mesmo barganhar com o Senhor.

Para deixar as mais claro, pecamos até quando fazemos coisas sob o incômodo da dúvida de que se é ou não pecado:

Mas aquele que tem dúvidas, se come está condenado, porque não come por fé; e tudo o que não é de fé é pecado.
- Romanos 14:23

Um homem pode se interessar por uma mulher divorciada e ela por ele. Ela já lhe contou que se divorciou por motivos que nada têm a ver com relacionamento ilícito, agressões físicas ou abandono do lar, e ele tem consciência de que esses são os únicos motivos bíblicos para que o divórcio possa ocorrer de maneira lícita (falando por mim, creio que maridos que batem em suas esposas, há muito abandonaram seus lares, permitindo que elas tenham plenas condições de não somente se livrar oficialmente desses não cristãos, como também de poder se casar novamente, e dessa vez com um cristão). E mesmo sabendo de tudo isso e tendo guardado em sua memória que “qualquer que casar com a repudiada comete adultério” (Mateus 5:32), o homem pode, no mínimo, cogitar a possibilidade de tentar “passar Deus para trás”, inventando interpretações bíblicas para satisfazer seus desejos carnais de se casar com alguém que a Bíblia ordena que não se case.

Um outro exemplo de traição a Deus por meio da desobediência é o relacionamento de um crente com um não crente. A Palavra nos diz:

E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel?
E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente.
- 2 Coríntios 6:15-16

Um “cristão” pode ter pleno conhecimento da passagem acima e decidir, com toda a convicção, que desobedecerá a Deus. Em relação a esse tipo de “crente”, a pouquíssima fé torna-se rapidamente evidente. Para ele, tapar o vazio da carência, satisfazer os desejos do enganoso coração ou simplesmente fazer pouco-caso com o primeiro e grande mandamento – “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento” (Mateus 22:37) – é mais importante do que Aquele que o criou, é mais importante do que Aquele que se fez homem e foi pregado em um madeiro.

E como não poderia faltar, um dos exemplos mais clássicos de se cumprir com o pecado citado em Romanos 14:23, juntamente à desobediência aos mandamentos do Senhor Jesus:

Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á a sua mulher,
E serão os dois uma só carne; e assim já não serão dois, mas uma só carne.
- Marcos 10:7-8

Quantos não desejam virar esse mandamento do avesso e fazer as coisas de trás pra frente?

E quanto a estas palavras de Paulo, que por inspiração divina, interpretou a Bíblia com a própria Bíblia, reforçando com outras palavras o mandamento de Jesus:

Digo, porém, aos solteiros e às viúvas, que lhes é bom se ficarem como eu.
Mas, se não podem conter-se, casem-se. Porque é melhor casar do que abrasar-se.
- 1 Coríntios 7:8-9

Como se não bastasse, há pessoas que desobedecem a Deus de maneira qualificada. Elas podem começar mentindo para os pais, dizendo que vão para um lugar, mas vão para outro. Elas preparam-se de maneira atenciosa e bem cuidada para que nada falte na consumação do pecado. Depois, deixam a “porta espiritual destrancada” para o maligno entrar e se esbaldar com o que Deus mais odeia (o pecado), mas deixam a porta de um quarto de hotel bem trancadinha para que, na companhia de Satanás e na presença das tentações oferecidas pelo Diabo, se deliciem em suas próprias concupiscências.

Quantos têm Phd em desrespeitar o SENHOR! Tenham consciência de que Deus não se sujeita a nenhuma obrigação, assim como a nenhuma promessa, de manter o desobediente e depravado homem fora do inferno. Ele não fez nenhuma promessa de salvação eterna àqueles que não creem, senão por aqueles que pertencem à aliança da graça, na qual a fé dos verdadeiros crentes está firmada sobre a rocha, está segura e plenamente fortificada no Filho de Deus.

Com muita vergonha, digo-lhes que não agi muito diferente dos pecados que citei. O que me fez mudar foi o fato de o Senhor ter me convidado – e de maneira irresistível, pois assim Ele age, Suas vontades jamais são impedidas de serem realizadas (Isaías 46:10) – para que eu me convertesse dos meus maus caminhos e começasse a caminhar seguindo Jesus.

E para os que não chegaram a cometer tais pecados:

Cuidais vós que esses galileus foram mais pecadores do que todos os galileus, por terem padecido tais coisas?
Não, vos digo; antes, se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis.
- Lucas 13:2-3

O arrependimento não é eficaz enquanto existir saudades do pecado.

Fiquem na fé!

_____

André Araújo*André Araújo é colaborador do portal redesuper.com.br
andre.cavalcante.1@gmail.com


4 Comentários

  1. Cintia Barros Kuroiwa

    A minha desobediência me casar com não cristão foi ter desobedecido a essa ordem hj colho o fruto da minha escola , pago um preço alto da culpa… Como lidar com a culpa dessa escolha uma vez que me casei par sempre. O fardo não é o viver ao lado do marido pois o amo… o fardo é a culpa da desobediência… isso fere e dói

  2. André Araújo

    Cintia, veja o que Paulo disse aos “outros”. Nesta passagem, o apóstolo dirige a palavra aos homens e mulheres que viriam, que estavam ou que a pouco tempo tinham se convertido. Ele inicia dizendo “digo eu, não o Senhor”, porque em Mateus 19 Jesus dirigiu a palavra aos discípulos. Agora o apóstolo Paulo estava, por intermédio divino, falando a muitas pessoas que ainda não haviam se convertido:

    Mas aos outros digo eu, não o Senhor: Se algum irmão tem mulher descrente, e ela consente em habitar com ele, não a deixe.
    E se alguma mulher tem marido descrente, e ele consente em habitar com ela, não o deixe.
    Porque o marido descrente é santificado pela mulher; e a mulher descrente é santificada pelo marido; de outra sorte os vossos filhos seriam imundos; mas agora são santos.
    Mas, se o descrente se apartar, aparte-se; porque neste caso o irmão, ou irmã, não está sujeito à servidão; mas Deus chamou-nos para a paz.
    1 Coríntios 7:12-15

    Que Deus te abençoe!

  3. não posso dizer meu nome

    aborto tem perdão ?

  4. André Araújo

    Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta, espalha.
    Portanto, eu vos digo: Todo o pecado e blasfêmia se perdoará aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada aos homens.
    E, se qualquer disser alguma palavra contra o Filho do homem, ser-lhe-á perdoado; mas, se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste século, nem no futuro.
    Mateus 12:30-32

 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.