Blog Super

O fardo nosso de cada dia

— Por Michelle Ferraz

Reconhecida nossa fragilidade, resta o desafio de dar um basta na mania de querer carregar o mundo nas costas.

Lá no Gênesis (3:19), o próprio Deus já havia advertido: “porquanto és pó e em pó te tornarás”. É uma certeza e não há para onde fugir: estamos de passagem e nosso destino é a poeira.

Sendo assim, qual é o sentido de tantos esforços e culpas?

Sentimo-nos culpados se nem tudo vai “bem, obrigada”. Se, no final, não foi possível dizer que “deu certo”.

Não foi possível fazer. Não foi possível concluir. Não foi possível não chorar.

Carga pesada

(outros tantos nãos…)

E NÃO é para ser assim.

A cada suspiro, mais um pouco da vida vai embora. E perder nosso tempo curto e precioso com fardos – os reais e os que inventamos – limita nossas possibilidades de ser.

Por que não entender e aceitar que nem tudo vai acabar bem e que os super-heróis estão apenas na ficção?

ELE já se disponibilizou: “vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei”. (Mateus 11:28)

Experimente trocar os fardos e vá viver. Tem um dia, uma tarde ou uma noite linda esperando por você! =)

_____
_____

Jornalista Michelle FerrazMichelle Ferraz é jornalista e editora de WEB na REDE SUPER
michelle.ferraz@redesuper.com.br
@michelleferraz_

 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.