Não seja um pai de fim de semana

Por Camila Lataliza*

Não seja um pai de fim de semanaOutro dia eu estava escutando uma entrevista em que um pai mais velho contava a experiência de ter seis filhos de diferentes idades. A repórter perguntou se para ele, que tem mais de 50 anos, não era difícil ter entre os filhos um com apenas três anos. “Difícil é saber que o tempo não volta e que eu fui um pai ausente para meus outros filhos. Hoje, eu brinco com meu filho pequeno, busco na escola, sei quando está com febre, levo para passear, assisto desenho com ele… Sou realmente pai, não apenas um pai de fim de semana”.

Confesso que essa fala me chocou. Chocou porque ainda vivemos em um mundo machista, e um homem admitir que errou por ter se ausentado tanto na educação dos outros filhos é raridade. Há sempre desculpas… “Eu fiz o melhor que pude”, “Dei a melhor educação”, “Dei os melhores brinquedos, as melhores viagens”… Mas você, pai, já se perguntou se seu filho não queria ter você e não só a mãe na hora daquela dor de barriga? Ou na hora de fazer o dever de casa? Quem sabe você saberia brincar de casinha melhor do que a mamãe? Afinal, estaria faltando um papai na casinha…

Nos finais de semana, as pracinhas e os shoppings estão sempre cheios de pais e suas crianças, mas pais de fins de semana! Será que esses pais acordam na madrugada quando o filho acorda com medo? Será que eles sabem de qual fruta o filho gosta? Quanto ele pesa ou qual o número do calçado? O que fazer se ele tiver uma gripe ou cair de bicicleta? Como se chama a professora?

Não vale a desculpa de que você trabalha fora. Hoje em dia, em quase todos os lares do país, pais e mães trabalham fora. Se o serviço externo é divido, que tal dividir esse prazer que é cuidar dos filhos? A infância é uma só e passa muito rápido! Talvez você não tenha uma memória do seu pai brincando com você, ou se lembre dele com você em momentos de brincadeiras só nos fins de semana. É isso que você quer para a memória dos seus filhos? Você pode até achar que o brinquedo é um bom presente, mas seu tempo é algo que não se pode pagar. Ele é mais valioso que uma joia e não tem volta. Por isso, gaste-o com quem realmente importa.

E sabe o que é o melhor disso tudo? Deus se revela em todo tempo na figura de um pai, e um pai de amor. Um pai não só de fim de semana, mas um pai para todas as horas! Aquele que enxuga suas lágrimas, que cuida das feridas mais profundas. Aquele que te ama e te escolheu, mesmo antes de você nascer, e que quer compartilhar com você os melhores momentos da sua vida. Para isso, Ele quer que você o aceite como Pai… Para Ele ter o prazer de te chamar de filho amado eternamente.

_____

Camila Lataliza*Camila Lataliza é jornalista, editora-chefe na Rede Super
camila@redesuper.com.br


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.