Escolhas

– Por Grazielle Santos

Direção

Apesar de ser a frase mais clichê de todos os tempos, devo concordar que a vida é feita de escolhas. Não importa se o assunto está no âmbito profissional ou de relacionamentos amorosos, em algum momento, uma escolha será necessária. Assumir a responsabilidade pela opção feita, porém, é a parte mais difícil de todo o processo. Às vezes, um desejo precisa ser abandonado para se alcançar um sonho maior. Porque escolha e sacrifício são quase irmãos gêmeos siameses. No entanto, somos muito apegados aos nossos desejos para abandoná-los por aí. Daí surgem tempestades de interrogações em nossas cabeças (Será que é isso mesmo que eu quero? E se não der certo? E se eu errar?). Então a escolha vai ficando cada vez mais difícil… Não sou muito do partido “deixa a vida me levar”, gosto de tudo relativamente calculado, mas, uma vez que a decisão é tomada, é preciso degustar as consequências. Se o gosto não for tão bom quanto esperado, cabe a cada um temperar a escolha à sua maneira. Porém, se tudo der errado, chorar pelos cantos é apenas um das opções possíveis. Eu, particularmente, escolho – e recomendo – começar tudo novo outra vez, quantas vezes forem necessárias.

_____
_____

Grazielle SantosGrazielle Santos é especialista em comunicação digital e colaboradora do portal REDE SUPER
@grazielles


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.