Ensaio sobre o namoro cristão: imagem de Cristo

Por André Araújo

• Veja também:
Parte I – O objetivo
Parte III – Sexo antes do casamento é pecado?

 

Ensaio sobre o namoro cristão: imagem de CristoVós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor;
Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo.
De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos.
Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela,
Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra,
Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.

(Efésios 5:22-27)

 

No verso 22, Paulo mostra qual é o papel da mulher perante seu esposo. Como podemos observar, o papel dela é totalmente o inverso pregado por esse feminismo ímpio que destrói os valores que os verdadeiros homens apreciam em uma mulher.

Nesse verso, Paulo diz que as mulheres devem obedecer a seus maridos. Mas obedecer em quê?

No livro de Gênesis 2:18 está escrito: “E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.”

Deus enxergou a dificuldade que o homem teria para exercer sozinho algumas de suas vontades e, por Sua graça, concedeu-lhe uma auxiliadora. Mas a auxiliadora deveria auxiliar em quê? A mulher tinha a missão de cooperar com o homem no que ele deveria fazer. E o que o marido deve fazer, quais são suas obrigações após o selo do matrimônio?

No verso 25, vemos que é dever do homem amar a sua mulher e dar sua vida por ela. A Bíblia não diz que o homem deve dar a sua vida por seu pai, sua própria mãe ou filhos. A Bíblia ensina que, se toda a família de um homem estiver num navio que esteja afundando, a primeira pessoa com quem ele deve se preocupar em salvar é a sua esposa. É por ela – e somente por ela – que a Palavra de Deus ordena a nós homens entregarmos nossas vidas.

E no que consiste “amar a sua mulher”? Sem dúvidas, isso está diretamente relacionado em se fazer imagem de Cristo.

Quando analisamos Jesus Cristo da maneira mais fiel e, ao mesmo tempo, mais simples e resumida possível, vemos que sua existência se trata, no mínimo, de uma vida repleta de graça, misericórdia e amor incondicional. Ou seja, para sermos imagem de Cristo, devemos intrinsecamente possuir essas três características. Mas no que elas consistem?

Misericórdia: sentimento de pesar ou de caridade. Perdão concedido por bondade. Não dar a alguém algo ruim que ela mereceria receber.

Exemplo: sua esposa lhe trata com desdém em uma festa. Você tenta conversar com ela, mas ela lhe dá as costas, te exclui do grupo e fica conversando empolgadamente com as amigas. Você poderia muito bem se vingar dela e planejar fazer algo semelhante em algum momento junto de seus amigos. Mas, felizmente, Deus te ordena a não fazer isso. Ele manda que você a ame, Ele te ordena a ter misericórdia.

 

Graça: oferta ou favor que se oferece ou recebe de alguém sem nada em troca. Aquilo que se faz ou recebe de modo gratuito. Em outras palavras, dar à sua esposa algo bom que ela não merece.

Exemplo: seguindo o exemplo anterior, graça é você, além de ter misericórdia e não se vingar de sua esposa, tratá-la com respeito, carinho, atenção, mansidão, longanimidade. Graça é você fazer à sua companheira o bem, MESMO QUE ELA LHE FAÇA O MAL. [E imaginar que Jesus se entregou ao madeiro e levou sobre si nossas enfermidades para termos vida eterna… Que tal maneira é essa, meu Salvador, que nos amou?]

 

Amor incondicional: amor que não se limita, que não está suscetível às circunstâncias. Amar incondicionalmente uma pessoa é amar alguém que não preenche todos os requisitos.

Exemplo: sua esposa amar você.

 

E para encerrarmos este texto, os versos 26 e 27 nos mostram que é dever do homem “educar” a sua mulher à luz da Palavra de Deus, “falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais” (Efésios 5:19). A palavra “salmos” refere-se ao nosso atual Antigo Testamento (porque o Novo Testamento não estava pronto! rs). Portanto, é dever do marido auxiliar sua ajudadora através da Sagrada Escritura, liderando-a de maneira que ela possa ser submissa a um homem santo, um homem de oração, um homem que ama a sua mulher, um homem que carrega a sua cruz seguindo Cristo, buscando em primeiro lugar o Reino de Deus e a Sua justiça.

Se você está num namoro ou pretende entrar em um, é bom estar ciente de todas essas coisas.

(clique aqui para ler a terceira e última parte do ensaio)

 

Fiquem na fé!

 

ENSAIO SOBRE O NAMORO CRISTÃO

Parte I – O objetivo

Parte II – Imagem de Cristo

Parte III – Sexo antes do casamento é pecado?

_____

André AraújoAndré Araújo é colaborador do portal redesuper.com.br
andre.cavalcante.1@gmail.com

 


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.