Colo de mãe

– Por Indhiara Souza

Feliz dia das ma~esAs conversas mais profundas ainda são feitas na pausa do barulho das xícaras de capuccino, no fim da noite. Nesses dias frios o tilintar da louça se confunde com o bater dos dentes e reclamamos juntas do inverno que daqui a pouco chega. Sabemos que o mesmo Criador das estações soprou vida nas nossas narinas, mas com o ar gelado fica ruim respirar e nossos pés custam a esquentar. Então a gente assiste a qualquer coisa na TV, debaixo do edredom para ver se o frio passa e por algum motivo eu me lembro da primeira vez que a perdi no shopping e fui me pendurar na bolsa de outra mãe, que olhou para baixo e viu dois olhos de menina se encher de água por perder de vista quem estava por perto há tão pouco tempo. O tempo passou e eu tive que conter as lágrimas por ficar longe da vista, dos cuidados, das conversas, dos barulhos de louça e do silêncio que deixa a gente se entender sem desconforto. Mas não há conforto maior do que saber que não preciso estar perto dela para sentir todo o amor, que nem sempre preciso falar para ser entendida ou chorar para ser consolada. Porque há algo no amor de mãe, que conhece a gente do avesso. Há algo constrangedor no olhar de mãe, que enxerga a gente por dentro. E há algo nas mães que faz a gente esquecer que cresceu e pedir colo, mesmo sem quase caber nele. Mas a gente cabe, sempre cabe. Sorte nossa.
_____
_____

Indhiara SouzaIndhiara Souza é jornalista e produtora na REDE SUPER
indhiara.souza@redesuper.com.br
@indh


3 Comentários

  1. Mercia Jacqueline

    Eu Te Amo.

  2. Mercia Jacqueline

    Filha e maravilhoso, saber que você aprendeu tudo que ensinamos. Mais uma vez EU TE AMO.

  3. cintia

    mãe é bicho unico e inigualavel.

 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.