A Esperança ressurgiu

Por Ruthiely Saldanha

Luz

Às vezes, penso naquele caminho. Imagino-o largo, cercado de plantas, deserto, calçado por terra, em um fim de tarde, quase noite e com pouco vento. Vejo dois homens desmotivados, tristes, abatidos e sem esperança a caminhar. Imagino o que sentiram ao ter que viver, a partir dali, sem a esperança. Sem as palavras, a companhia e a sabedoria daquele que esteve entre eles há poucos dias.

“[…] e nós esperávamos que era ele que ia trazer a redenção a Israel.
E hoje é o terceiro dia desde que tudo isso aconteceu”.

Penso nas coisas que os olhos daqueles dois homens já haviam contemplado. Milagres e sinais. Ouviram a voz, olharam nos olhos e desfrutaram da agradável companhia daquele que mudou a história. Deve ter sido incrível viver ao lado dele.

“Ele era um profeta, poderoso em palavras e em obras diante de Deus e de todo o povo.
Os chefes dos sacerdotes e as nossas autoridades o entregaram para ser condenado à morte, e o crucificaram”.

Enquanto caminhavam, conversavam sobre tudo o que tinham visto e ouvido e como seria a vida depois dos últimos acontecimentos. No meio do caminho, surge um homem. Com uma aparência boa, mas parecia totalmente desatualizado. Ainda bem que só parecia.

“Ele lhes disse: como vocês custam a entender e como demoram a crer em tudo o que os profetas falaram!
Não devia o Cristo sofrer estas coisas para entrar na sua glória?”

Distraídos e entristecidos, não perceberam que era Ele. O próprio. Ali, caminhando ao lado deles. Quantas coisas haviam acontecido após deixarem Jerusalém… Não sabiam que a tristeza tinha acabado. Que a esperança tinha ressuscitado.

Quando chegaram ao destino, não foram grosseiros ao ponto de não convidar o “andarilho” para o jantar. Já era tarde. E foi no partir do pão que Ele se revelou. Os olhos dos dois homens foram abertos. E podiam enxergar nitidamente: o Salvador! Ele havia ressuscitado, como prometera.

“Perguntaram-se um ao outro: “não estavam ardendo os nossos corações dentro de nós,
enquanto ele nos falava no caminho e nos expunha as Escrituras?”

A Esperança estava de volta. A promessa havia sido cumprida. A dívida estava paga. Os pecados perdoados. A vida eterna garantida para todo aquele que nEle crê.

(Baseado no capítulo 24 do livro de Lucas.)

_____
_____

Ruthiely SaldanhaRuthiely Saldanha é estudante de Jornalismo e estagiária na REDE SUPER
ruth.saldanha@redesuper.com.br
@ruthielys


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.