Inseminação artificial

A infertilidade consiste na incapacidade temporária ou permanente de se conceber um filho ou levar a termo uma gravidez até o momento do parto. A inseminação artificial é um dos processos de procriação medicamente assistida utilizados na tentativa de se solucionar o problema.

Segundo o especialista em reprodução humana Breno Sheffer, casais que após um ano de relações sexuais desprotegidas não conseguem alcançar a gravidez devem procurar ajuda médica.

Assista:

Gravidez múltipla

O processo de inseminação artificial se inicia com a estimulação dos ovários através de substâncias que induzem à ovulação. Esta indução pode resultar no desenvolvimento de vários óvulos, o que aumenta, entre 15 e 20%, a chance de uma gravidez múltipla: mais de um filho.

Foi o que aconteceu com a pedagoga Sandra Azevedo e o advogado Marcellus Braga. Pais de Clara, hoje com 13 anos, eles queriam mais um filho. Depois de uma tentativa frustrada eles recorreram à técnica de inseminação artificial e, para surpresa do casal, Sandra ficou grávida das quadrigêmeas Clarice, Cecília, Catarina e Camilla, hoje com dois anos.

Confira esta história: