Vício, perdas e morte

  • 4 comentários
  • Vídeos
Compart. 0

As drogas causam danos ao usuário e às pessoas que o cercam. A violência é uma das consequências do vício e pode envolver uma família inteira. O RESGATADOS traz três histórias de pessoas que se envolveram com as drogas e o resultado foi uma vida cheia de sofrimento e brigas, até conhecerem Jesus.

Fidelsino Vieira, o Kiko, sempre presenciou violência dentro de casa. Os pais dele bebiam muito e brigavam diariamente. O irmão mais velho de Kiko tentava defender a mãe da violência do pai, e, em uma dessas brigas, acabou sendo morto a tiros pelo próprio pai. Com todos esses acontecimentos, Kiko procurou auxílio nas drogas. “Eu não sabia lidar comigo mesmo e descontava nas drogas”, relata. Depois de se tratar em uma casa de recuperação, Kiko conheceu Jesus e hoje seu único desejo é anunciar o evangelho para aqueles que precisam de libertação.

A outra história é do locutor Jonathan Rodrigues, que entrou para o caminho das drogas por curiosidade. Expulso do exército, desempregado e sem o vínculo com a família, Jonathan chegou a morar na rua. Preocupado com a violência e com a possibilidade de ser assassinado, procurou a mãe e pediu socorro. E foi na clínica de recuperação que entregou a vida para Jesus. “Jesus me transformou em um levita ao invés de músico”, conta o locutor.

Álvaro Nunes, produtor musical, nasceu em um lar cristão, mas se desviou e encontrou as drogas. Foi demitido do emprego ao ser flagrado fumando maconha. Usou cocaína e muito álcool. Numa dessas idas e vindas, conheceu o pastor Thalles Roberto, ainda desviado. Hoje, de volta à igreja, Álvaro Nunes cumpre o chamado de Deus para a vida dele.

Assista:

Compart. 0