[Sudão] Sudanesa condenada à morte por se converter ao cristianismo não será libertada da prisão

Da redação Rede Super

Meriam Ishag foi condenada à morte por "apostasia" (Foto: Reprodução/catholic.org)

Meriam Ishag foi condenada à morte por “apostasia” (Foto: Reprodução/catholic.org)

Diferentemente do que foi afirmado por Abdallah Al-Azraq, funcionário do Ministério das Relações Exteriores do Sudão, a sudanesa Meriam Ibrahim Ishag, 27, presa desde o dia 15 de maio sob acusação de apostasia, não será libertada da prisão.

No último sábado (31), Al-Azraq declarou: “A mulher será libertada nos próximos dias, de acordo com os procedimentos legais a serem tomados pelo Poder Judiciário e o Ministério da Justiça”. Porém, de acordo com autoridades do país, a declaração foi tirada de contexto.

• Veja também:
[Sudão] Jovem condenada à morte por apostasia dá à luz na prisão

Condenada à forca por se converter ao cristianismo, Meriam Ibrahim Ishag deu à luz uma menina no dia 27 de maio, dentro da prisão. O Ministério das Relações Exteriores declarou, no último domingo (1), que a libertação da mulher dependia da aceitação por um tribunal do recurso apresentado pelos advogados de defesa.

O advogado de Ishag, Mohannad Moustapha, expressou, no entanto, que tem dúvidas quanto a uma possível libertação. “A única entidade que pode fazer isso é o tribunal de recurso e eu não tenho certeza que ele tem o arquivo completo”, disse.

_____

Com informações de Portas Abertas

 


2 Comentários

  1. rodrigo

    Vamos orar e interceder por essa sudanesa.

  2. Suellen Maria Ferreira

    Devemos continuar orando pois Deus está no controle, está com ela sempre…

 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.