[Sudão] Meriam Ibrahim e família estão proibidos de deixar o país

 Redação Rede Super

[Sudão] Meriam Ibrahim e família estão proibidos de deixar o paísAcusada de falsificação após tentar sair do Sudão com documentos de viagem de emergência emitidos pelo governo sul-sudanês, Meriam Ibrahim está proibida de deixar o país, segundo informações da Portas Abertas Internacional divulgadas na última terça-feira (1). Autoridades de segurança afirmam que os documentos são forjados e o governo acusa a embaixada dos Estados Unidos de tentar ajudar a mulher fugir ilegalmente.

De acordo com a porta-voz do Departamento de Estado dos Estados Unidos, Marie Harf, Meriam teria todos os documentos necessários para viajar e entrar nos EUA. “Cabe ao governo do Sudão autorizá-la a sair do país. Estamos trabalhando com eles”, afirmou. A porta-voz disse ainda que seu diplomata em Cartum, capital sudanesa, “reafirmou a preocupação de que a família deve ser autorizada a sair rapidamente do Sudão”.

Veja também:

Condenada à morte por se converter ao cristianismo, Meriam Ibrahim é libertada novamente
Cristã sudanesa condenada à morte é presa novamente
Condenada à morte por se converter ao cristianismo, Meriam Ibrahim é libertada
Jovem condenada à morte por apostasia dá à luz na prisão

Presa em maio, sentenciada à morte por se converter ao cristianismo e condenada a 100 chicotadas por adultério – já que se casou com um cristão e isso, segundo interpretação sudanesa da sharia (lei islâmica), é considerado ‘traição’ -, Meriam Ibrahim chegou a ser solta no dia 23 de junho. No mesmo dia, ela foi detida novamente, enquanto tentava sair do Sudão com o marido, Daniel Wani, mas voltou a ser libertada no dia 24 de junho.

Meriam e Daniel são pais de uma menina, Maya, que nasceu na prisão. O marido da sudanesa disse à imprensa que o casal estaria à procura de proteção por causa de constantes ameaças de morte que a família tem recebido. Enquanto a questão envolvendo os supostos falsos documentos não for solucionada, eles não poderão deixar o Sudão. Segundo Marie Harf, “a família foi levada para um local seguro”.

_____

Com informações de Portas Abertas 


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.