Relatório anual sobre liberdade religiosa atesta aumento da perseguição contra cristãos

 

árabe

(Foto: Pixabay)

A Comissão de Liberdade Religiosa Mundial emitiu, no início deste mês, um relatório que constata que “a liberdade religiosa sofreu sérios ataques em diversos países durante o ano de 2015″. Segundo a agência americana, sete países devem ser adicionados à lista de nações que cometem crimes hediondos: República Centro-Africana, Egito, Iraque, Nigéria, Paquistão, Síria e Vietnã. Além disso, o relatório apontou algumas regiões da Europa Ocidental que merecem monitoramento.

Os países que aparecem na lista são indicados como locais onde há violações da liberdade religiosa, incluindo tortura, detenção prolongada sem acusação, negação do direito à vida, entre outros.

Segundo o relatório, “há muitas restrições para os cristãos e outras minorias religiosas”. “Na China, por exemplo, durante o ano passado, o governo intensificou a perseguição a grupos religiosos considerados uma ameaça à supremacia e manutenção do Estado. Muitas igrejas foram demolidas e cruzes foram derrubadas como forma de protesto contra o cristianismo. No Paquistão, há muitas pessoas no corredor da morte ou que foram condenadas à prisão perpétua por blasfêmia, o que tem encorajado os talibãs a intensificarem a violência contra as minorias religiosas. Na Nigéria, o grupo Boko Haram continua a atacar os cristãos, sequestrando meninas, invadindo escolas, afetando inclusive os países vizinhos e deixando milhares de mortos e milhões de deslocados. Na Índia, os grupos nacionalistas hindus estão realizando ataques violentos e batalhando por conversões forçadas ao hinduísmo”.

_____

Com informações de Portas Abertas


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.