Pesquisa revela que frequentar a igreja fortalece saúde física e mental

Por Rhiza Castro

Há quem acredite que frequentar a igreja seja sinônimo de reforçar a ligação com Deus. Mas, segundo estudiosos de Harvard, a frequência vai muito além dessa relação. Os pesquisadores estudaram aproximadamente 75 mil mulheres, na maioria cristãs, no período de 20 anos.

Ao fazer uma comparação entre mulheres que nunca frequentaram uma congregação religiosa e as que participaram mais de uma vez por semana, eles perceberam que estas apresentavam 33% de risco a menos de mortalidade e viviam, em média, cinco meses a mais. O estudo ainda descobriu que as mulheres que participaram de cultos religiosos uma vez por semana ou até mais, no período da pesquisa, apresentaram 27% de risco a menos de morrer de problemas cardíacos ou de câncer.Em relação à saúde mental, a incidência da depressão também foi analisada. Frequentadores regulares da igreja mostraram 28% menos risco de depressão em comparação com pessoas que não frequentavam.

Um dos números que mais chama a atenção é o relacionado à vida matrimonial. As pessoas que vão à igreja estão 47% menos propensas ao divórcio. De acordo com o doutor Tyler J. VanderWeele, do Departamento de Epidemiologia e Bioestatística da Escola Harvard de Saúde Pública, a religião fortalece o casamento porque os ensinamentos religiosos indicam que o matrimônio é algo sagrado. Além disso, as tradições religiosas são fortemente contra o adultério, um dos fatores que mais influenciam no divórcio. “Compartilhar atividades religiosas pode ajudar os casais a lidar com o estresse, permitir que eles se concentrem em crenças e esperanças para o futuro e lidar de forma construtiva com problemas em seu relacionamento”, diz VanderWeele.

 

_____

 

Com informações de CBN News

 

 


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.