Pastor Yousef Nadarkhani é preso novamente por “evangelizar muçulmanos”

Por Abner Faustino

Pastor Yousef Nadarkhani é preso novamente por "evangelizar muçulmanos"

O pastor iraniano Yousef Nadarkhani está sendo acusado de conspirar contra a segurança nacional. Ele foi levado ao Tribunal Revolucionário do Irã, na cidade de Rasht, no extremo norte do país, para responder a acusações de atividades sionistas e por evangelizar muçulmanos. Agora, Nadarkhani precisa pagar uma fiança de 33 mil dólares até o dia 31 de julho, domingo, para não voltar para a prisão.

No dia 13 de maio, o pastor, a sua esposa, Tina Pasandide Nadarkhani, e mais três cristãos foram presos. O casal foi liberado, mas os outros três precisaram pagar a fiança do mesmo valor para serem libertados.

A história de perseguição a Yousef Nadarkhani começou em 2006, quando o pastor foi acusado de apostasia por abandonar a fé islâmica e se converter ao cristianismo. Na ocasião, os juízes pediram para que ele se “arrependesse” diante do tribunal, mas Nadarkhani respondeu: “Arrependimento significa voltar atrás, e eu voltaria para quê? Para a blasfêmia que eu vivia antes de conhecer a Cristo?”. Na época, os juízes retrucaram: “Você deve voltar para a religião dos seus antepassados, deve voltar ao islã”. E ele respondeu: “Eu não posso fazer isso”. Desde então, a perseguição se tornou algo comum na vida do pastor

Nadarkhani foi condenado à morte em 2009, sob acusação de se converter ao cristianismo. Ele passou três anos em uma prisão e, em setembro de 2012, foi solto. Ainda assim, uma fonte que preferiu não se identificar afirmou que o pastor corria o risco de ser morto e que ele estaria sendo vigiado pelo governo do Irã.

 


1 Comentário

  1. Alex Corrêa

    Eu sempre continuarei clamando para que JESUS se revele, cada dia mais aos Irãnianos….

 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.