Pastor congolês viu ministério se consolidar em meio a perseguições e tentativas de assassinato

Redação Rede Super

Em Rwamwanja, um campo de refugiados no Congo que abriga cerca de 53 mil pessoas, missionários da Missão em Apoio à Igreja Sofredora conheceram o pastor Stephen, a quem têm se referido como “herói da fé”, pelo seu testemunho de confiança e superação.

Casado e pai de cinco filhos, Stephen nasceu na República do Congo. Casou-se em 2001, quando começou uma carreira como repórter fotográfico. O trabalho ia bem, até o dia em que ele registrou um crime e passou a ser ameaçado de morte. A esposa dele chegou a ser envenenada numa tentativa de assassinato, mas sobreviveu. O pastor e a família tiveram que fugir para Goma, em 2008.

Na cidade congolesa, ele conheceu um pastor local, Safari, que se juntou ao ministério dele. Em um novo conflito em 2012, a casa de Stephen foi bombardeada. Todos escaparam com vida, porém, mais uma vez, tiveram que deixar o lar onde viviam. O novo destino foi a vizinha Uganda.

O pastor conta que, ao chegar em um campo de refugiados provisório, entendeu que Deus o chamava para um novo ministério e começou a ministrar para um grupo pequeno. Em seguida, Stephen precisou se mudar com a família para o campo de Rwamwanja. Desde então, ele lidera uma igreja que, atualmente, tem cerca de 300 membros.

_____

Com informações da Mais


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.