“O Estado Islâmico está encolhendo”, diz autoridade dos EUA

Há um ano, o Estado Islâmico (EI) tomou a cidade de Ramadi, no centro do Iraque, mas, desde então, não avançou no país iraquiano e nem na Síria, afirmou Brett McGurk, enviado pelo presidente Barack Obama para a luta contra o grupo islâmico sunita. “Ele (o Estado Islâmico) está encolhendo, por isso está bastante na defensiva”, disse McGurk.

O grupo radical ainda está controlando algumas cidades nos dois países, mas, de acordo com McGurk, está em progresso um avanço para recuperar as cidades do domínio do Estado Islâmico. “Estamos realizando ataques cirúrgicos em Mosul (cidade dominada pelo EI) quase todos os dias. Existe uma pressão sincronizada e constante”, informou.

Um dos últimos ataques da coalizão EUA, Rússia e França a um depósito de dinheiro do Estado Islâmico “levou centenas de milhões de dólares de seus cofres”.

Brett McGurk disse que os próximos ataques a bases do Estado Islâmico acontecerá em Raqqa, no norte da Síria. “Nas próximas semanas e nos próximos meses, começaremos uma campanha de pressão em Raqqa em todos os seus aspectos”, disse o enviado especial dos EUA.

O que é o Estado Islâmico?

O Estado Islâmico é um grupo radical terrorista sunita islâmico guiado pelo ódio aos xiitas (uma parte do islã), às minorias (cristãs, mulheres e homossexuais), aos Estados Unidos e, em menor grau, à cultura ocidental. Surgiu após um racha existente entre os xiitas e os sunitas no Iraque e na guerra civil da Síria, em 2011. O principal objetivo do grupo é impor uma versão ultraconservadora do islamismo, com forte influência da sharia – as leis do islamismo.

_____

Com informações da agência Reuters


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.