Mortos por tremor no Nepal passam de 5 mil; população protesta contra ação “fraca” do governo

Reuters

Pessoas carregam mulher que desmaiou após realizar os últimos rituais com familiares que morreram no terremoto, em Katmandu, no Nepal (Foto: Adnan Abidi/ Reuters)

Pessoas carregam mulher que desmaiou após realizar os últimos rituais com familiares que morreram no terremoto, em Katmandu, no Nepal (Foto: Adnan Abidi/ Reuters)

O número de mortos em consequência do terremoto que desvastou o Nepal no último sábado (25) passou de 5 mil nesta quarta-feira (29). As autoridades reconheceram ter cometido erros na resposta inicial à tragédia, deixando sobreviventes isolados em vilarejos remotos esperando por ajuda.

Mais de 200 nepaleses protestaram do lado de fora do Parlamento na capital Katmandu, exigindo do governo um aumento no número de ônibus a caminho das montanhas no interior e uma melhor distribuição de ajuda.

“Não consigo contactar integrantes da minha família no vilarejo”, disse Kayant Panday, um dos manifestantes, que disse ter acordado às 4h para pegar um ônibus para a área mais atingida, porém não conseguiu embarcar. “Não tenho como obter informação se estão vivos ou mortos”.

• Veja também:
Tremores voltam a atingir Nepal e Índia; polícia confirma mais de 2 mil mortos
Número de mortos após terremoto no Nepal já ultrapassa 3,7 mil

O governo ainda não conseguiu contabilizar completamente a devastação provocada pelo terremoto de sábado, de magnitude 7,9, uma vez que não foi capaz de acessar áreas de montanhas, apesar da chegada de equipes de resgate e suprimentos de várias partes do mundo.

Com muitos nepaleses dormindo nas ruas em barracas improvisadas pela quarta noite seguida desde o terremoto, a população está cada vez mais irritada com a situação.

“Esse é um desastre de escala sem precedentes. Houve algumas fraquezas na operação de resgate”, reconheceu o ministro das Comunicações do Nepal, Minendra Rijal, na noite de terça-feira (27). “Vamos melhorar isso a partir de quarta-feira.”

 

Garoto em bicicleta observa uma casa que desabou após o terremoto de sábado (25), no Nepal (Foto: Navesh Chitrakar / Reuters)

Garoto em bicicleta observa uma casa que desabou após o terremoto de sábado (25), no Nepal (Foto: Navesh Chitrakar / Reuters)


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.