Missionário ligado à Jocum é sequestrado no Níger

Por Abner Faustino

Missionário ligado à Jocum é sequestrado no Níger

Foto: Arcata First Baptist Church/Facebook/Reprodução

O missionário norte-americano Jeffery Woodke, ligado à Jocum (Jovens com uma missão), foi sequestrado por homens armados no Níger, disse o porta-voz da organização, Pete Thompson, ao jornal britânico Independent.

Woodke foi raptado em sua casa, na cidade de Abalak, região oeste do país, por volta das 9 horas (horário local) da última sexta-feira (14). O missionário estava ajudando tribos locais a superar a seca e a escassez de alimentos.

Em comunicado, o ministro do Interior do Níger, Mohamed Bazoum, confirmou que Woodke foi levado em uma Toyota Hilux a Mali, onde regiões permanecem sob o controle de terroristas e rebeldes islâmicos. O ministro também relatou que um soldado da guarda nacional que estava próximo à casa de Woodke foi assassinado.

O prefeito de Abalak, Ahmed Dilo, disse à agência de notícias Reuters que homens armados chegaram em uma motocicleta e assassinaram o guarda nacional. Minutos depois, outros criminosos chegaram na caminhonete para raptar o missionário.

Woodke investiu mais de 25 anos no ministério de missões no Níger, atendendo a uma série de grupos e povos não alcançados.

Em 2009, uma facção radical islã tentou sequestrar uma comitiva norte-americana em um hotel na cidade de Tahoua, a 138 km de Abalak. Sequestros e ataques terroristas não são comuns no Níger, mas em países próximos como Mali, Burkina Faso e Líbia, o número vem crescendo dia após dia.

Em setembro de 2015, o grupo al-Mourabitoun, filiado da al-Qaeda na região, foi responsável por um ataque terrorista em um hotel em Bamako, capital do Mali. O grupo chegou a fazer 170 reféns. Pelo menos 22 pessoas morreram na ocasião.

Em janeiro de 2016, o al-Mourabitoun realizou dois ataques coordenados no centro de Ouagadougou, capital de Burkina Faso. Um missionário americano e seis canadenses estavam entre os quase 30 mortos nos atentados.


3 Comentários

  1. Nossa que triste. Como somos privilegiados de morar em um país onde somos livres para falar de Jesus e muito vezes não valorizamos…

  2. A PAZ MARCELO FELIX.

    É VERDADE MEU IRMÃO, UM PAIS COMO BRASIL LIVRE PARA PREGAR O EVANGELHO, E OS GRANDES LIDERES PREGANDO HERESIAS E APOSTASIAS, MAS O GRANDE DIA ESTA PRÓXIMO TODOS IREMOS DE PRESTAR CONTA A DEUS.

  3. Prª Maria da Paz C. Machado Gomes

    Sinto-me consternada diante de tantas atrocidades, mas não devemos desvanecer nem ficar de braços cruzados, se tiver que morrer pela obra, se essa for a vontade de Deus, Ele trará instrutura ao seu POVO, aos são verdadeiramente chamado. Concordo com o Irmão Osmario, quando diz, temos plena liberdade de falar do Evangelho de Cristo, tirar vidas do fogo do inferno, no entanto, o que vemos em nossa volta é líderes preocupados em enriquecer, encher seus bolsos, contas bancárias e pregar heresias. Mensagens sem nenhum respaldo Biblico. Infelizmente… estamos vivendo realmente os tempos do fim. Muitos estão se enganando, se deixando levar por falsas falacias.

 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.