[Marrocos] Cristão é preso por evangelizar

Bandeira do MarrocosSob acusação de “abalar a fé” dos muçulmanos, o cristão marroquino Mohamed el Baldi, 34, foi multado e condenado a dois anos e meio de prisão por evangelizar em Ain Aicha, no Marrocos. Ele foi preso depois de ter a casa invadida, no dia 28 de agosto, quando bíblias e outros materiais cristãos que ele possuía foram confiscados.

A propagação do cristianismo no Marrocos é proibida pelo artigo 220 do Código Penal do país. Constitucionalmente, a pena máxima para esse tipo de “crime” é a reclusão de três a seis meses e multa de 200 a 500 dirhams (de R$ 54 a R$ 135, aproximadamente). No entanto, el Baldi foi punido de maneira mais rigorosa.

O marroquino, que se converteu há sete anos, admitiu manter amizade com dois cristãos norte-americanos, de quem recebe materiais cristãos. Ele também confirmou ter participado de reuniões cristãs nas cidades de Meknes e Rabat. Durante a audiência para julgamento do caso, a mãe de el Baldi pediu a Alá para “se vingar” de quem “adulterou” a mente do filho dela com ideias cristãs.

Em 2010, um grupo de cristãos estrangeiros foi declarado “perigoso” para o país e, por isso, todos foram deportados. Da população de 33 milhões de pessoas do Marrocos, mais de 99% é muçulmana, e o restante é composto, predominantemente, por cristãos e judeus. O país está em 39º lugar na “classificação de países por perseguição” da Missão Portas Abertas.

_____
_____

Fonte: Portas Abertas
Adaptação: Redação REDE SUPER

 


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.