Jovem colombiana abre mão de conquista para dar aulas em vila afetada por grupos armados

Da Mais

Jovem colombiana abre mão de conquista para dar aulas em vila afetada por grupos armadosApesar da pouca idade – apenas 24 anos – a jovem pedagoga colombiana Maria* já pode ser considerada uma heroína da igreja sofredora, que não negocia seu chamado mesmo diante de grandes dificuldades. Aluna de uma turma de missões do Centro de Treinamento (CT) da Missão em Apoio à Igreja Sofredora (Mais), a jovem foi comunicada pela família de que havia passado em um concurso público para o qual havia concorrido meses atrás.

Desistir do chamado que ardia cada vez mais forte em seu coração não era uma opção para Maria, por isso, ainda que com algum sofrimento, ela abriu mão da conquista. Há poucos meses de volta à Colômbia, ela é professora infantil em uma vila na zona rural afetada por grupos armados. A jovem compartilhou com a equipe da “Mais” no país que todos os dias precisa caminhar por um longo trecho até chegar à escola. Com o período de chuva na região, o caminho se torna ainda mais difícil. Da mesma forma que ela, a maioria das crianças não tem calçado adequado e precisa fazer o percurso descalça. Na escola, Maria ainda leciona para duas classes (3º e 4º anos) ao mesmo tempo, com apenas um livro didático para trabalhar e diante de alunos que não têm material escolar básico.

Como a escola é no interior, a jovem professora fica hospedada durante a semana na casa de um pastor, onde as condições são precárias. A única água que utilizam é a da chuva, recolhida sem receber qualquer tratamento posterior, e as refeições são apenas arroz ou banana frita. Além disso, a população já a alertou para a ameaça de que ela tenha que pagar propina para os guerrilheiros da região. Mas nada disso a faz desanimar.

Maria está levantando informações de cada aluno para que uma campanha em prol da melhoria das condições de ensino dessas crianças seja realizada. “Ore conosco por estratégias e por esta valente guerreira e seus alunos”, incentiva a “Mais”.

_____

*Nome fictício, por motivo de segurança.

 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.