[Iraque] Depois de recusarem conversão ao Islã, duas cristãs assírias são forçadas a abandonar a própria casa

[IRAQUE] Depois de recusarem conversão ao Islã, duas cristãs assírias são forçadas a abandonar a própria casa

Por Dayane Cristina*

No Iraque, membros do Estado Islâmico (EI) forçaram duas mulheres cristãs assírias, mãe e filha, a abandonarem a casa delas pela segunda vez. A notícia foi divulgada pelo Assyrian International News Agency (Aina) e replicada pela Missão Portas Abertas nesta segunda-feira (15).

De acordo com o Aina, a primeira fuga foi em julho deste ano, quando elas deixaram a cidade de Mosul, em Ninawa, e foram para um acampamento para desalojados em Dohuk. Por não suportarem ficar no alojamento, em agosto, elas decidiram voltar para Mosul, na esperança de resgatarem alguns pertences deixados com um vizinho muçulmano. Mas, ao chegarem na cidade, elas descobriram que ele e a família dele haviam fugido para Kirkuk, por não aguentarem viver sob o domínio do EI.

Quatro dias após a volta delas para Mosul, três membros do EI invadiram a casa, ameaçaram e deram a elas três opções: converter-se ao Islã, ir embora ou morrer. Ao recusarem se converter, as mulheres foram levadas até o chefe do Estado Islâmico, em uma mesquita em Nova Mosul, que disse para deixarem a cidade imediatamente. Elas pediram permissão para ficar ali até na manhã do dia seguinte. O pedido foi atendido, mas as duas foram proibidas de voltar para casa, porque esta já havia sido confiscada pelo EI. Então, sem a esperança de um dia voltar para Mosul, elas tiveram que retornar para o acampamento provisório em Dohuk.

_____

*Estagiária sob supervisão.

 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.