EUA dizem que 10 mil militantes do Estado Islâmico foram mortos em 9 meses de campanha

Reuters

EUA dizem que 10 mil militantes do Estado Islâmico foram mortos em 9 meses de campanha

Paramilitares xiitas iraquianos e soldados iraquianos seguram bandeira do Estado Islâmico que dizem ter pego em Nibai, na província de Anbar (REUTERS/Stringer)

Mais de 10 mil militantes do Estado Islâmico foram mortos desde que a aliança internacional liderada pelos Estados Unidos iniciou uma campanha contra o grupo radical, há nove meses, no Iraque e na Síria, afirmou o subsecretário de Estado norte-americano Antony Blinken.

Após encontro da aliança em Paris, Blinken disse que houve um grande acordo sobre progresso na luta contra o Estado Islâmico, mas o grupo continua resistente e capaz de tomar iniciativa.

“Vimos muitas perdas dentro do Daesh desde o começo desta campanha, mais de 10 mil”, disse Blinken à rádio France Inter. “Isto vai acabar tendo um impacto”, acrescentou.

Na terça-feira (2), estados ocidentais e árabes que realizam ataques aéreos contra militantes do grupo extremista apoiaram o plano do Iraque de retomar territórios, após serem acusados pelo governo iraquiano de não fazerem o suficiente para ajudar Bagdá a retirar os insurgentes.

“No início desta campanha, falamos que iria demorar”, disse Daesh. “Fizemos um plano de três anos e estamos há nove meses nele”, acrescentou.


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.