Blog Super

Estudo projeta protestantismo como religião majoritária no Brasil em menos de 20 anos

Redação Rede Super
Com informações do Instituto Humanitas Unisinos

Estudo projeta protestantismo como religião majoritária no Brasil em menos de 20 anos

Evangélicos cresceram mais de 13,2% nas últimas duas décadas (Foto: John Price / Unsplash)

O Brasil passa por um momento de transição religiosa. É o que sugere um estudo da La Civiltà Cattolica Iberoamericana, de 7 de julho de 2017. O estudo diz que o número de protestantes cresceu na mesma proporção em que o número de católicos diminuiu no Brasil.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), em 1940, os evangélicos representavam apenas 2,4% de toda a população nacional. Em 1990, os protestantes avançaram para 9%. A partir desse ano, o protestantismo teve um ‘boom’ em todo Brasil, aumentando 13,2% em 20 anos e a marca de 22,2% em 2010.

Segundo estudos de José Eustáquio Diniz Alves, doutor em demografia e professor titular do mestrado e doutorado em População, Território e Estatísticas Públicas da Escola Nacional de Ciências Estatísticas – ENCE/IBGE, 72% das pessoas que deixaram o catolicismo de 1991 a 2010 migraram para o protestantismo.

O estudo de José Eustáquio Diniz Alves explica que, desde 1991, o protestantismo ganhou 0,69% ao ano, os ‘sem religião’ cresceram 0,17% ao ano e outras denominações aumentaram 0,1%. Ele conclui que, levando-se em conta esses dados, a tendência é que o protestantismo se torne a religião majoritária do Brasil em 2036, com 40,3% da população evangélica. “As indicações atuais apontam para um Brasil, no futuro, menos católico, mais evangélico e com maior pluralidade religiosa”, escreve Diniz Alves em seu artigo.

 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.