“Estou preparada para orar pelos meus perseguidores”, diz iraniana que foi presa por crer em Jesus

Portas Abertas

mulher_arabe

(Foto: Pixabay)

Quando Sarah, uma cristã iraniana, foi chamada por Deus para exercer um ministério no ocidente, ela era apenas uma adolescente. Antes de partir do Irã, porém, ela passou pela dura experiência da prisão, assim como milhares de cristãos perseguidos. Deixar para trás seu país, sua casa e sua família não foi fácil, mas ela garante que Deus a sustenta a todo o momento. “Durante a prisão Deus trabalhou poderosamente em minha vida, me fazendo experimentar a compaixão pelos perseguidores. Depois de tudo o que vivi, estou preparada para orar por eles”, afirma.

Aos 17 anos, Sarah foi para a Inglaterra estudar Teologia. Ela conta que foi impactada por um grande “choque cultural”. “Foi algo muito bom. Apesar da saudade de casa, eu precisava encontrar minha própria identidade. Além disso, no Irã eu jamais teria esse tipo de estudo. Aprendi inglês, e foi muito difícil para mim. Culturalmente falando, percebi que as pessoas achavam que no Irã éramos incultos. Voltei para casa depois de quase quatro anos e demorei quase um ano para me readaptar. As experiências e lembranças sempre foram grandes lições e eu as considero insubstituíveis. Viver entre os muçulmanos, encarar a realidade da perseguição e servir a Deus nesse contexto é o maior presente que já recebi de Deus em minha vida”, testemunha a cristã.

A iraniana viajará ao Brasil para contar seu testemunho entre os meses de junho e julho, ao Rio de Janeiro e São Paulo. Outras informações devem ser divulgadas em breve no site da Missão Portas Abertas.

_____

Adaptado por Redação Rede Super.
Imagem ilustrativa.


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.