Estado Islâmico executa civis em massa no Iraque, diz ONU

Por Abner Faustino
Com informações da Reuters

Terroristas militantes do grupo radicial Estado Islâmico realizaram várias execuções nos arredores de Mosul, no Iraque, nesta semana, disse o porta-voz de direitos humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), Ravina Shamdasani. A organização disse que há relatos de que o grupo radical está armazenando amônia e enxofre em áreas civis, possivelmente para uso em armas químicas.

Shamdasani disse que foi encontrada uma vala na cidade de Hammam al-Alil com mais de 100 corpos jogados após as execuções em massa. Os motivos das execuções foram “traição e colaboração” às forças iraquianas que tentam retomar a cidade. Outro motivo para execução é a utilização de celulares, que são banidos pelo Estado Islâmico.

Forças do governo iraquiano também são acusadas de matar e torturar civis nos arredores de Mosul. A Anistia Internacional afirma que até seis pessoas foram encontradas mortas nos subdistritos de Shura e Qayyara. Essas pessoas têm ligações com o grupo terrorista. “Homens com uniformes da polícia federal cometeram múltiplos assassinatos, apreendendo e depois matando deliberadamente, a sangue frio, moradores de vilarejos ao sul de Mosul”, disse Lynn Maalouf, vice-diretora de pesquisa do escritório da Anistia em Beirute, à Reuters. O primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, negou a afirmação de Maalouf, dizendo que moradores que mataram os membros do Estado Islâmico.


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.