Blog Super

“Deus transforma as pessoas pelo seu poder”, afirma cristã norte-coreana sobre encontro de Donald Trump com Kim Jong-un

Por Gabriel Lacerda

Na noite de segunda-feira (11), Donald Trump, presidente dos Estados Unidos da América, e Kim Jong-un, presidente da Coreia do Norte, se encontraram em Singapura para assinar tratado de redução do armamento nuclear das duas potências. Para os cristãos, o encontro é importante, pois indica uma nova fase na qual a liberdade religiosa possa ser mais aceita pelos governantes.

Em primeiro lugar na Lista Mundial da Perseguição, desde 2002, a Coreia do Norte é considerado o pior país para um cristão viver. Para Simon Shoun*, em entrevista à Missão Portas Abertas, o acordo entre os dois presidentes vai trazer bons resultados para a Coreia, mas é preciso cuidar de quem está preso. “Um acordo de paz e desarmamento nuclear teria grandes resultados, mas isso não pode acontecer sem que se trate da situação das pessoas em prisões e em campos de trabalhos forçados, e daqueles que têm que esconder a em Jesus Cristo”, conta o cristão perseguido norte-coreano.

Outra entrevistada foi a cristã norte-coreana Hea Woo*. Ela alerta para o que o acordo pode significar e fala do perigo dos norte-coreanos e o mundo serem enganados. “A família Kim não vai mudar de uma hora para outra. Mas Deus transforma as pessoas pelo seu poder. Vamos orar para que, se a Coreia do Norte tem algum plano escuro, que seja revelado”, diz.

Veja também:
• Estupro, crianças mutiladas e assassinatos: saiba a rotina dos cristãos que moram em Mianmar
• Pastor é morto por crocodilo durante batismo, na Etiópia

O encontro histórico dos dois governantes culminou na assinatura de um documento cujo são colocados quatro tópicos. Em primeiro lugar, EUA e Coreia do Norte devem se comprometer a estabelecer prioridades que visam o bem-estar de seus povos. No segundo tópico, as duas potências deverão construir um regime de paz duradouro na península coreana. Reafirmando a Declaração de Panmunjon, assinada este ano, a Coreia deve se comprometer a medir esforços para a desnuclearização do país. Por fim, na quarta cláusula, EUA e Coreia do Norte devem se comprometer a recuperar restos mortais dos prisioneiros de guerra.

*Nomes adulterados por questões de segurança

 

 

 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.