Blog Super

Converter alguém ao cristianismo pode dar até três anos de prisão, na Índia

Redação Rede Super
Com informações da ACN Brasil

País é o 15º na classificação de perseguição religiosa da Missão Portas Abertas. (Foto: Jayakumar Ananthan / Unsplash)

De acordo com a Fundação Ajuda a que Sofre (AIS), no estado de Jharkhand, no leste da Índia, os cristãos se reuniram para denunciar uma lei que condena à prisão quem for considerado culpado por converter outra pessoa ao cristianismo, tirando a possibilidade de evangelismo no país.

A fundação explica que cerca de 10 mil pessoas fizeram uma manifestação em Ranchi, na capital do estado, para pedir mudanças na lei que está sendo chamada de “anti-conversão”.

O governo de Jharkhand é de responsabilidade do partido nacional hindu Bharatiya Janata, que determinou a pena de prisão de até três anos para quem foi responsável pela conversão de alguma pessoa.

De acordo com estudos da Missão Portas Abertas, a Índia é 15º país com maior perseguição aos cristãos em todo o mundo. “O que vemos é que a intensidade da perseguição e discriminação aumentou. Anteriormente, a perseguição religiosa se limitava a alguns estados indianos. Hoje, os estados que não costumavam ter perseguição, passaram a vê-la com frequência”, explica a Missão Portas Abertas.

Segundo um relatório publicado pelo Conselho Cristão da Índia, acontece no país um ataque a cada 40 horas contra cristãos.

 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.