Condenada à morte por ‘apostasia’ e liberada após dois meses de prisão, Meriam Ibrahim será homenageada nos Estados Unidos

Redação Rede Super

Meriam Ibrahim será homenageada nos Estados Unidos

(Foto: Reprodução Fox News)

Condenada à morte em maio do ano passado por se converter ao cristianismo e liberada da sentença dois meses depois de ser presa, a sudanesa Meriam Ibrahim será recebida, no próximo sábado (28), pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para uma homenagem. Ela foi nomeada pelo National Religious Broadcasters Award (Prêmio Nacional de Comunicadores Cristãos) para receber a homenagem em razão de sua recusa em negar a fé em que acredita.

A sudanesa ganhou as manchetes internacionais após ser condenada à forca sob acusação de apostasia, o que é proibido pela sharia – lei islâmica. Filha de muçulmano, mas criada no cristianismo ortodoxo – religião da mãe dela -, Meriam foi condenada depois de se casar com Daniel Wani, que é cristão. A mulher também foi sentenciada a 100 chicotadas por adultério, já que, segundo a interpretação sudanesa da sharia, a união entre um muçulmano e um não-muçulmano é considerada traição.

Veja também: 

• Condenada à morte por se tornar cristã, Meriam Ibrahim deixa Sudão e é recebida pelo papa, no Vaticano
• Meriam Ibrahim e família estão proibidos de deixar o país
• Condenada à morte por se converter ao cristianismo, Meriam Ibrahim é libertada novamente
• Cristã sudanesa condenada à morte é presa novamente
• Condenada à morte por se converter ao cristianismo, Meriam Ibrahim é libertada
• Jovem condenada à morte por apostasia dá à luz na prisão

 

Meriam chegou a dar à luz a primeira filha na prisão. Vários governos e grupos de direitos humanos criticaram e se posicionaram contra a sentença. Na época da condenação, o juiz Abbas Mohamed al-Khalifa declarou que a jovem teve chance de se “arrepender”. Após a revogação da sentença, a sudanesa recebeu asilo nos Estados Unidos.

O presidente e CEO da NRB, Jerry Johson, declarou que será uma honra homenagear a sudanesa. “Meriam Ibrahim é um exemplo moderno do significado de não ter vergonha de Cristo”, disse. “Nos alegramos com ela pelo cuidado de Deus em sua vida”.

Em entrevista concedida à emissora internacional BBC, Meriam disse que não conseguiria descrever o tempo que passou na prisão. “Mas há outros que estão em piores condições no Sudão se comparadas àquelas em que eu estive” disse. “Infelizmente, isso foi tudo sob o pretexto da lei. Em vez de proteger as pessoas, a lei as prejudica”.

_____

Com informações de Portas Abertas


1 Comentário

  1. Graça Serafim

    Shalom,
    Obrigada Senhor por esta discipula que não negou a fé, e tende misericordia dos que ainda estão presos.

    Abraços Nele Yeshua,

    Graça

 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.