Combatente do Estado Islâmico se converte ao cristianismo após espionar igreja evangélica

Por Abner Faustino
Traduzido do site CBN News

A Europa enfrenta uma ameaça nunca vista antes de militantes do Estado Islâmico (EI) que se infiltraram no continente. Ataques na França, Bélgica e em outros países assustam todo o ocidente. Na Turquia, as investidas do grupo radical têm ocorrido com cada vez mais frequência.

Ex-jihadista conta como Deus o alcançou após de uma oração

Ex-jihadista conta como Deus o alcançou após uma oração (Foto ilustrativa: Pixabay)

Há alguns anos, o pastor Ghassan Thomas fugiu de Bagdá, capital do Iraque, por sofrer ameaças de islamitas radicais. Ele procurou asilo na Turquia e fundou uma igreja para apoiar e fortalecer outros refugiados. “Eu era um refugiado e podia me colocar no lugar deles. Eu os entendia”, disse o pastor em entrevista ao site CBN News.

Certa vez, o Estado Islâmico (EI) enviou um combatente para espiar a igreja do pastor Ghassan Thomas. Diferentemente do planejado, as constantes visitas do radical o levaram a tomar uma decisão que mudou a vida dele: a de se converter a Jesus Cristo.

O pastor Thomas conseguiu o telefone do ex-jihadista, que será identificado com o nome fictício de Mohammad, para que a identidade dele seja preservada. Também em entrevista ao CBN News, o ex-combatente do EI explicou como era seu trabalho dentro do grupo radical. Quando o EI atacava uma família em casa, Mohammad era o responsável por voltar àquela residência e matar os sobreviventes, caso houvesse. “Todo tempo pensava assim: devo matar. Devo fazer muitas coisas sangrentas para me aproximar de Alá”, lembrou.

Ele explicou que o desejo por sangue motiva o grupo radical. “Se você não é muçulmano, você precisa se converter ou então vão te matar e tomar seus pertences, seu dinheiro, suas mulheres, tudo. Isso está escrito no Alcorão”, explicou Mohammad.

As guerras entre os islamitas sunitas (denominação do Estado Islâmico) e xiitas colocaram a vida do ex-jihadista em perigo. Por segurança, seus familiares pediram para sair do Iraque em destino à Turquia. Ao chegar em solo turco, o EI o enviou como espião para a igreja do pastor Thomas. Entretanto, Mohammad tinha suas perguntas internas sobre as religiões. “Eu vi as pessoas, como elas me receberam mesmo sem me conhecer. Eu odiava essas pessoas e elas me mostraram o amor”, contou.

“Quando oraram por mim, eu comecei a chorar como uma criança. Senti como se algo muito pesado saísse do meu corpo”, descreveu. “Ao final do trabalho, eu fui para a casa, mas havia uma pessoa caminhando comigo. Eu sentia que não estava na terra. Eu me perguntei: ‘Estou voando?’. Eu sentia que não estava caminhando, mas alguém estava me carregando”, disse o ex-jihadista.

Com o passar dos dias, Mohammad começou a ler a Bíblia e a compará-la com o Alcorão. “Assim descobri que esse é o Deus que estava tentando encontrar, o verdadeiro Deus. Isso é o que eu quero para minha vida”.

O pastor Ghassan Thomas explicou que a mudança no coração de Mohammad significa que a Igreja europeia necessita de mais missionários. “Necessitamos que pessoas venham servir a Deus na Europa com os refugiados e ajudá-los a despertarem. Para fazer o contrário do que faz o Estado Islâmico”, argumentou.


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.