Câmara rejeita redução da maioridade penal para crimes hediondos

Reuters

Câmara rejeita redução da maioridade penal para crimes hediondos

Vista geral da Câmara dos Deputados, em Brasília (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)

A Câmara dos Deputados rejeitou, na madrugada desta quarta-feira (1), a proposta de redução da maioridade penal para crimes hediondos de 18 para 16 anos, em votação da polêmica proposta de emenda à Constituição (PEC) que tramita na Casa.

A proposta rejeitada reduziria a maioridade penal para crimes como estupro, latrocínio e homicídio qualificado. O adolescente acima de 16 anos também poderia ser condenado por crimes de lesão corporal grave ou lesão corporal seguida de morte e roubo agravado.

A votação foi apertada, com 303 votos a favor quando o mínimo necessário para aprovação eram 308 votos. Foram 184 votos contra e 3 abstenções, segundo a Agência Câmara Notícias.

A discussão sobre a redução da maioridade penal, no entanto, continuará na Câmara e os deputados ainda poderão votar o texto original da proposta, que reduz a maioridade para 16 anos para todos os tipos de crimes.

“A votação ainda está muito longe de acabar, foi uma etapa dela”, disse, segundo a agência, o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), favorável à redução.

O resultado da votação desta madrugada foi recebido com gritos por deputados e manifestantes que ocupavam as galerias do Plenário. De acordo com a Agência Câmara Notícias, a sessão chegou a ser suspensa pelo presidente da Câmara para que as galerias fossem esvaziadas. Mais cedo houve protestos do lado de fora do Congresso.

O governo federal é contra a redução da maioridade penal e defende a proposta de aumentar o tempo de internação dos jovens infratores em instituições de correção para menores.


1 Comentário

  1. É uma pena. Porque defendem com tanta veemência jovens assassinos, cruéis e não defendem os jovens inocentes e trabalhadores que são vítimas destes infratores? Ver jovens cometendo crimes horrendos e pagando apenas com medidas socioeducativas é impunidade e injustiça em toda sua essência e plenitude. É uma pena que os que são contra a redução da maioridade penal não tenham escutado o clamor da maioria da população brasileira, nem ouviram a voz da razão. É uma pena.

 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.