Boko Haram sequestrou 2 mil mulheres na Nigéria em pouco mais de um ano, afirma Anistia Internacional

Foto: REUTERS/Joe Penney

Foto: REUTERS/Joe Penney

Reuters

O grupo radical islâmico Boko Haram sequestrou 2 mil mulheres desde o início de 2014 na Nigéria, afirmou a Anistia Internacional. Segundo o órgão, as mulheres são forçadas ao combate ou à escravidão sexual. O sequestro de crianças e mulheres está entre crimes contra a humanidade e de guerra.

Há um ano, o Boko Haram sequestrou 270 alunas, na aldeia Chibok, no nordeste da Nigéria. O caso provocou grande revolta internacional e expôs toda crueldade do grupo extremista ao mundo.

Segundo a Anistia Internacional, o grupo radical matou cerca de 5,5 mil civis em 300 invasões e atentados no nordeste da Nigéria. Além disso, cerca de um milhão de pessoas nigerianas fugiram de suas casas, por medo de ataques.

“Homens e mulheres, meninos e meninas, cristãos e muçulmanos, foram mortos, raptados e brutalizados pelo Boko Haram durante um reinado de terror que afetou milhões”, disse o secretário-geral da Anistia Internacional, Salil Shetty.

Aisha, de 19 anos, falou à Anistia que foi sequestrada no casamento de um amigo no final de 2014. Além de Aisha, outras três mulheres foram raptadas: a irmã dela, a noiva e a irmã da noiva. Ela foi estuprada diversas vezes e forçada a fazer parte de um ataque contra sua aldeia natal. A jovem constatou o assassinato da irmã e de mais de 50 outras pessoas. “Algumas delas se recusaram a se converter, algumas se negaram a aprender a matar outras pessoas”, afirmou.

Um garoto de 15 anos, da cidade de Bama, no Estado de Borno, descreveu como crianças eram forçadas a atirar pedras até a morte contra pessoas acusadas de adultério.

Segundo o relatório da Anistia Internacional, o Boko Haram cometeu severas violações na legislação humanitária internacional, como ataques a civis, assassinatos, tortura, estupro, violência sexual, escravidão sexual, casamentos forçados e recrutamento de soldados crianças.

O Boko Haram foi fundado em 2002 como uma organização fundamentalista islâmica de métodos terroristas. O objetivo do grupo é a imposição da Lei Sharia em toda Nigéria, pois, segundo o Boko Haram, a cultura ocidental e a religião cristã são os males para problemas sociais no país.


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.