[Bangladesh] Pastores são libertados de prisão sob fiança

Redação Rede Super

Bandeira de BangladeshA Missão Portas Abertas divulgou a informação de que dois pastores de Bangladesh que estavam presos após terem sido cercados por quase 200 extremistas durante um culto foram soltos sob fiança. A libertação aconteceu no dia 18 de novembro, de acordo com a MPA.

Os pastores foram atacados no dia 9 de novembro, durante uma reunião em que ensinavam a muçulmanos locais princípios da fé cristã. Um batismo seria realizado durante o culto.

Indignados com os pastores, moradores de uma aldeia do distrito de Lalmonirhat se uniram para acabar com a reunião. A polícia teve que intervir antes que a multidão pudesse causar qualquer dano aos cristãos. Pelo menos 45 pessoas foram presas e liberadas no mesmo dia, com exceção dos dois pastores, que continuaram detidos por mais nove dias.

Líderes islâmicos locais apresentaram acusações contra os pastores, alegando que ambos estariam inflamando os sentimentos dos muçulmanos e tentando convertê-los ao cristianismo.

A Constituição do país garante liberdade religiosa, mas os cristãos frequentemente são vítimas de discriminação e perseguição por parte de grupos extremistas, que exigem o estabelecimento da lei islâmica; 98% dos habitantes de Bangladesh são muçulmanos.

Os nomes dos pastores não foram divulgados por motivos de segurança. Porém, é sabido que ambos nasceram em lares muçulmanos, mas se converteram ao cristianismo. Um foi identificado como um ministro estrangeiro e o outro é conhecido por liderar uma igreja local de 30 pessoas. Os dois são casados e um deles tem duas filhas pequenas.

O tribunal negou o pedido inicial do advogado dos pastores para a libertação sob fiança, porque as autoridades locais teriam sido pressionadas por líderes islâmicos para mantê-los sob custódia. “Os fundamentalistas estão muito irritados”, disse o líder de uma igreja à World Watch Monitor. “Eles pensaram que conceder a fiança seria um problema e uma maneira fácil de colocá-los em liberdade”.

Em uma audiência realizada no dia 16 de novembro, o advogado recorreu da decisão do juiz. O pedido foi concedido em 18 de novembro. Os pastores estão, agora, à espera de julgamento para enfrentar as acusações apresentadas pelos líderes islâmicos.

_____

Com informações de Portas Abertas

 


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.