Autorização para construção de igreja encoraja cristãos em Bahrein

De Portas Abertas

Bandeira BahreinA agência de notícias iraniana ABNA informou que o rei do Bahrein, Hamad bin Isa al-Khalifa, concedeu uma propriedade para a construção de mais uma igreja para cristãos egípcios que vivem no país, informou a Portas Abertas nesse domingo (5). “Vindo de uma liderança onde o islã faz parte dos estatutos e é a religião oficial do estado, é uma notícia muito boa”, avalia um analista da PA cujo nome não foi divulgado. “Ele não está apenas concedendo mais um pedaço de terra, mas permitindo construir outra igreja que professa Jesus como salvador. Não é só uma notícia, mas um encorajamento para a comunidade cristã”.

A liderança do país é conhecida pela repressão e pelas inúmeras restrições à liberdade de expressão, comunicação e religião. “Embora seja motivo de comemoração, é preciso cautela. Primeiro, porque permitir a construção de igrejas é um dever do estado, ainda que seja um dever nunca cumprido pela maioria dos estados islâmicos, e, depois, devemos olhar ao redor e reconhecer que a perseguição continua, apesar da igreja que será construída. Pode haver alguma intenção por trás disso ou não, só o tempo vai dizer”, pondera o analista.

No ano de 2015, o Bahrein havia sido retirado da Classificação da Perseguição Religiosa, mas voltou em 2016 ocupando a 48ª posição, tendo o extremismo islâmico como principal causa. O país é governado por um regime autoritário, com maioria xiita islâmica. Um número considerável de cristãos expatriados, principalmente da Ásia do Sul, trabalha e vive no país e é relativamente livre para praticar sua fé em lugares privados de culto, mas a evangelização é ilegal. A Constituição Nacional está cheia de contradições no que diz respeito à liberdade religiosa. Por um lado, prevê a liberdade, e por outro, coloca uma condição muito restritiva, afirmando que a prática da religião não deve violar os costumes estabelecidos, a ordem e a moral pública. A pontuação média que mostra a pressão sobre os cristãos é elevada, já a pontuação para a violência é zero. Isto sugere que a perseguição está construindo gradualmente um processo de crescente pressão, sem criar violência aberta.


1 Comentário

  1. rodrigo

    Oremos pelo Bahrein.

 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.