Ataques suicidas matam ao menos 26 pessoas no norte da Nigéria

Reuters

Agressores suicidas atacaram dois pontos de ônibus em diferentes lugares do norte da Nigéria na terça-feira (24), matando ao menos 26 pessoas e ferindo dezenas. A suspeita de que os ataques tenham partido do grupo militante islâmico Boko Haram.

Ataques suicidas matam ao menos 26 pessoas no norte da Nigéria

(Foto: Reuters/Stringer)

No primeiro ataque, um homem-bomba entrou em um ônibus na cidade de Potiskum, no nordeste, e explodiu o veículo, matando 16 pessoas, de acordo com testemunhas e funcionários de um hospital. No domingo (22), uma adolescente com explosivos amarrados ao corpo matou cinco pessoas e feriu dezenas do lado fora de um mercado em Potiskum.

No segundo ataque de terça-feira, dois suicidas lançaram uma ação coordenada em uma importante parada de ônibus na cidade de Kano, matando ao menos 10 pessoas, informou o porta-voz policial Ibrahim Idris.

Ninguém assumiu a responsabilidade pelos ataques, mas o principal suspeito é o grupo Boko Haram, cuja luta pela criação de um Estado islâmico na Nigéria, país com diversidade religiosa, já matou milhares de pessoas e desalojou mais de um milhão.

O uso de homens-bomba se tornou uma tática comum do Boko Haram desde o último ano, quando o grupo conquistou território e ficou mais forte e mortal. Mas, nas últimas três semanas, o grupo começou a sofrer uma série de derrotas em uma ofensiva militar da Nigéria e dos vizinhos Camarões, Níger e Chade.

No último sábado (21), tropas nigerianas apoiadas por ataques aéreos expulsaram o Boko Haram da cidade fronteiriça de Baga, uma vitória significativa na ofensiva, de acordo com o Exército.

A falta de proteção a civis é a maior crítica à administração do presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, antes das eleições marcadas para 28 de março.

 


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.