Ataque terrorista em Paris deixa mais de 120 mortos e Estado Islâmico assume autoria

Redação Rede Super

Pelo menos 127 pessoas foram mortas e 200 ficaram feridas após atiradores e homens-bomba promoverem, nessa sexta-feira (13), o que já é considerado o pior atentado enfrentado pela França na história recente. Os terroristas atacaram restaurantes, um estádio e uma casa de shows em Paris. Neste sábado (14), o grupo radical Estado Islâmico (EI) reivindicou a responsabilidade pelos ataques.

Em uma declaração oficial, o EI afirmou que combatentes que integram o grupo, presos a cintos com explosivos e carregando metralhadoras, realizaram os ataques, “cuidadosamente estudados”, em vários locais do centro da capital francesa. “Paris tremeu sob seus pés e as ruas se tornaram estreitas para eles. O resultado é de no mínimo 200 mortos e muitos mais feridos. A glória e o mérito pertencem a Alá”, diz o comunicado.

Em um vídeo, sem data, de suposta autoria do grupo radical, um militante do EI incita os muçulmanos a contribuírem com os ataques na França. “Vocês certamente receberam ordens para lutar contra o infiel onde ele estiver. O que vocês estão esperando? Há armas e carros disponíveis e alvos prontos para serem atacados”, disse. “Mesmo veneno está disponível. Então, envenene a água e a comida de pelo menos um dos inimigos de Alá”.

O presidente da França, François Hollande, afirmou que os ataques foram organizados no exterior da França e que contaram com cúmplices no interior do país. Hollande também declarou estado de emergência em toda a nação e anunciou o envio de 1.500 soldados à capital francesa. A polícia emitiu um alerta pedindo aos parisienses que evitem sair de casa.

De acordo com a agência Reuters, oficiais de segurança dos Estados Unidos dizem acreditar que os ataques em Paris sejam coordenados. O presidente Barack Obama afirmou que os EUA farão o que for necessário para buscar justiça e declarou que o atentado foi “um ataque contra toda a humanidade”. No entanto, Obama preferiu não especular sobre a autoria do atentado até que as autoridades francesas informem que a situação está sob controle.

A diretora do SITE intelligence Group, grupo de monitoramento do terrorismo, Rita Katz, postou no Twitter que há especulações de que o EI, realmente, esteja por trás dos ataques, devido ao envolvimento da França em bombardeios contra o grupo na Síria. Katz citou algumas mensagens que teriam sido divulgadas pelo grupo radical. Uma diz: “Lembrem-se do dia 14 de novembro #Paris. Eles nunca vão esquecer esse dia, assim como o 11 de setembro para os americanos”. Outra diz: “A França envia suas aeronaves com bombas para a Síria diariamente e mata crianças e idosos. Hoje, está bebendo do próprio veneno”. E outra avisa: “França, à medida que você mata você está sendo morta. Nós estamos chegando”.

_____

Com informações de agências de notícias


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.