Ataque do Estado Islâmico na Síria pode ter deixado 60 mil desalojados, diz ONU

Reuters

Ataque do Estado Islâmico na Síria pode ter deixado 60 mil desalojados, diz ONU

Sírios cruzando a fronteira para a Turquia, na cidade de Suruc. (Foto: Reuters / Murad Sezer)

Um ataque do Estado Islâmico (EI) na cidade síria de Hasaka pode ter desalojado 60 mil pessoas, informou o escritório da Organização das Nações Unidas (ONU) na Síria nesta sexta-feira (26), alertando que, no total, até 200 mil pessoas podem tentar fugir.

O Estado Islâmico iniciou um ataque em Hasaka, área controlada pelo governo, na quinta-feira (25), capturando pelo menos um distrito da cidade, que fica perto das fronteiras com Turquia e Iraque.

Hasaka é dividida em zonas, administradas separadamente pelo governo do presidente Bashar al-Assad e uma administração curda. Militantes do EI também atacaram a cidade de Kobani, controlada pelos curdos, em sua ofensiva dupla na quinta-feira.

O Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários na Síria informou que cerca de 50 mil pessoas foram desalojadas na cidade de Hasaka, enquanto 10 mil seguiram para a cidade de Amuda, próxima à fronteira com a Turquia.

“Estima-se que 200 mil pessoas possam tentar fugir da cidade nas próximas horas para áreas no norte sob controle do governo, mais provavelmente para Amuda e Qamishli”, de acordo com relatório da ONU. Qamishli é uma cidade a cerca de 80 quilômetros de Hasaka, na fronteira com a Turquia.

O Estado Islâmico informou na quinta-feira que tomou o distrito de al-Nashwa e áreas vizinhas de Hasaka.


2 Comentários

  1. Maria Francielma Silva

    O que posso fazer p ajudá-los além de orar por eles. Meu coração dói com tudo isso!!!

  2. Maria Francielma Silva

    Não me cansaço de orar por esses amados!!!

 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.