Agências humanitárias estimam 8,2 milhões de famintos na Etiópia

Agências humanitárias estimam 8,2 milhões de famintos na Etiópia

(Foto: Portas Abertas)

 

Ao longo dos últimos 40 anos, a Etiópia tem experimentado graves períodos de escassez alimentar, sendo o mais grave entre as décadas de 80 e 90. Em 2003, mais de 14 milhões de pessoas sofreram com a fome. Este ano, mais uma vez, o país foi afetado pela seca.

Embora o Quênia e a Somália também tenham sentido essa crise, nada se compara à Etiópia. O governo informou que mais de 4 milhões de etíopes não receberam assistência alimentar, por conta da gravidade da situação. Em outubro, as agências humanitárias do governo assinaram o Documento de Necessidades Humanitárias (HRD – Humanitarian Requirements Document), em que informam o número significativo de pessoas necessitadas: 8,2 milhões de famintos.

Embora eles evitem a palavra “fome”, a situação é tão drástica que especialistas calculam que o número pode chegar rapidamente a 15 milhões em breve, caso não haja alguma intervenção. O governo destinou mais de 190 milhões de dólares para ajuda emergencial e pediu socorro à comunidade internacional, já que precisa de um valor bem mais alto, o equivalente a 590 milhões de dólares, até o final de 2015.

Dos nove estados da Etiópia, seis estão enfrentando as atuais crises, e em todos há cristãos que, além da fome, enfrentam a perseguição religiosa. Eles pedem oração a todos que tomarem conhecimento disso, para que Deus tenha misericórdia e envie chuvas para aquelas terras.


1 Comentário

  1. Samuel

    Como podemos ajudar este povo. Uma conta corrente. Ou instituição ONG. Obrigado

 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.