“À medida que a ciência avança, ela revela a obra do criador”, diz neurocientista

  • Nenhum comentário
  • Vídeos

 

É possível uma relação equilibrada entre fé e ciência? Para o neurocientista Roberto Covolan, não há motivo para conflitos. “Acho que, se o conflito surge, em geral, ele surge por alguma falta de conhecimento. E, na verdade, o que a gente tem visto é que, à medida que a ciência avança, o que ela faz é revelar com cada vez mais detalhes a obra do criador”, defende.

• Veja também: 
Fé cristã e ciência – Série completa

Covolan afirma que 65% dos ganhadores do prêmio Nobel em Física são cristãos e defende que usar a ciência para desqualificar a fé é um “raciocínio raso”, pois quando se penetra nas questões de fundo, é possível encontrar razões e evidências para se considerar a existência de Deus. Da mesma forma, ele entende que a Igreja precisa compreender que, na verdade, “a ciência pode ser uma grande aliada da fé”. “A Igreja não pode ficar em um gueto”, pondera.

Assista: