“Meu consolo é Deus”, diz Fernanda Flor sobre morte do marido

  • 5 comentários
  • Vídeos

 

Testemunho de Fernanda FlorDiariamente, milhares de mulheres em todo o mundo se deparam com um desafio: criar os filhos sozinhas após a morte prematura dos maridos. Segundo Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios (PNAD), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), são cerca de oito mil viúvos no Brasil, sendo que o número de mulheres viúvas é quatro vezes maior do que dos homens.

Para falar sobre os desafios de cuidar sozinha dos filhos e como superar o luto, o MENTE ABERTA recebeu a pedagoga Fernanda Flor. Ela viveu um momento muito difícil quando perdeu o marido em um acidente de carro, em 2011. Hoje, com 34 anos e dois filhos, um de 13 anos e outro com 11, ela tem reaprendido a viver. “Meu consolo é Deus”, diz.

Assista: