Mente Aberta

Vídeos

“Meu consolo é Deus”, diz Fernanda Flor sobre morte do marido

 

Testemunho de Fernanda FlorDiariamente, milhares de mulheres em todo o mundo se deparam com um desafio: criar os filhos sozinhas após a morte prematura dos maridos. Segundo Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios (PNAD), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), são cerca de oito mil viúvos no Brasil, sendo que o número de mulheres viúvas é quatro vezes maior do que dos homens.

Para falar sobre os desafios de cuidar sozinha dos filhos e como superar o luto, o MENTE ABERTA recebeu a pedagoga Fernanda Flor. Ela viveu um momento muito difícil quando perdeu o marido em um acidente de carro, em 2011. Hoje, com 34 anos e dois filhos, um de 13 anos e outro com 11, ela tem reaprendido a viver. “Meu consolo é Deus”, diz.

Assista:

 

5 Comentários

  • 04.11.14
    kassia

    gostaria de saber qual o nome do vídeo da Fernanda Flor/

  • 04.18.14
    CELSO JUNEO

    EU GOSTARIA DE CONHECER A FERNANDA FLOR

  • 04.21.14
    Tânia Nascimento Soares

    Graça e Paz,
    louvo a Deus por este testemunho.
    Perdi meu noivo em 2012, faltando meses para o casamento, Deus o colheu.
    Hoje eu entendo que era propósito de Deus, e até mesmo para a minha vida.
    Mas este período de luto, tento sair mas não consigo. Ainda sou presa às datas comemorativas, lembranças e carências. Ainda não consigo me imaginar com outra pessoa.
    Mas louvado seja Deus! E digo que a Fernanda serviu de incentivo para eu continuar tentando alcançar os sonhos de Deus para minha vida.
    Deus a abençoe e também à Rede Super.

    Sou Tânia, 23 anos, membro da Igreja Metodista Wesleyana em Parque Paulista/RJ.

  • 05.11.14
    Everton Franken

    Que conversa mais preciosa, edificante. Mesmo para quem não perdeu ninguém tão próximo, nos enche de ânimo para levar uma palavra de vida para quem está sofrendo.

  • 05.17.14
    Palmério Resebde

    Gostei muito, são as pessoas com esse princípio de vida, caráter e sabedoria que fazem a diferença. Volte mais Fernanda, quero lhe assistir e lhe conhecer. Beijo em seu coração.