Jogos tecnológicos auxiliam no tratamento de pacientes com dificuldades neuromotoras

  • Nenhum comentário
  • Vídeos

Sessões de fisioterapia são, em grande maioria, monótonas, o que acaba desanimando o paciente. Nessa linha, a fisioterapeuta Aline Martins, a terapeuta ocupacional Patrícia Barroso e o diretor de tecnologia Bruno Gontijo explicam e conversam sobre jogos virtuais que estão surgindo com intuito motivacional que tornam as sessões mais lúdicas e atrativas.

Veja também:
• Perigos online: desafios lançados na internet levam crianças à morte
• Aprender a tocar algum instrumento faz bem para o cérebro, revela estudo

Os jogos captam movimentações de membros e adapta o sistema à realidade do paciente. Além disso, é possível analisar o feedback através de gráficos que contém o tempo gasto, a pontuação e amplitude de movimentos. Veja mais: