Bate-Papo

Vídeos

Solteiros e felizes

Diante de certos limites da solteirice, não encontrar um companheiro “para todo sempre, amém” parece um martírio. Principalmente quando o solteiro em questão é um jovem que está na igreja. “Não poder” é uma das expressões mais ouvidas e, talvez, menos entendidas nos sermões religiosos. E aí?

O jovem solteiro, com os hormônios à flor da pele, deve fugir das “tentações da carne”. Mas o desejo está ali, gritando. Solução? Que tal um casamento?

Sim… Para muitos jovens solteiros cristãos, o casamento funciona como uma válvula de escape. E eles acabam se casando, se não exclusivamente, principalmente pelo sexo.

“A minha preocupação é que os meninos estão se casando para transar”, avalia a apresentadora Helena Tannure. “Os limites que a Palavra de Deus nos coloca é para nos proteger e não para nos impor punição”.

Esperando…

Ok. Para não passar o carro na frente dos bois, vamos tentar trabalhar com a possibilidade de “esperar em Deus”. Afinal de contas, trata-se de uma instrução bíblica. Mas o que dizer daqueles solteiros que vivem esperando e esperando e esperando, assim mesmo, no gerúndio? Pode estar faltando atitude…

“Mulher não é maná, não cai do céu”, adverte o pastor Ludgero Neto.

Perfeição não existe!

Será que ainda existe alguém que acredita em homens e mulheres perfeitos? Aí vai a má notícia: NÃO EXISTE! O casal da comédia romântica é um fake. Fato. Palavra do psicanalista Guilherme Torres.

Casamento?

Se meu companheiro não é perfeito, obviamente ele não atenderá a todas as minhas expectativas. Logo, se procuro alguém que me faça feliz, o casamento pode parecer um risco. E aí?

O erro pode estar no tipo de pensamento. O matrimônio pressupõe uma troca. “Ser e fazer o outro feliz”, como explica a apresentadora Helena Tannure. Não é amar “por causa de”, mas “apesar de”.

2 Comentários

  • 06.12.11

    O assunto e mto interessante.Mas o som nn esta mto bom…

  • 07.04.11

    […] Quem não se lembra de uma das frases mais comentadas do BATE-PAPO, que rendeu boas gargalhadas no estúdio? “Mulher não é maná! Não cai do céu!“. […]