Bate-Papo

Vídeos

Samba, funk e música eletrônica nos cultos?

É certo usar certos ritmos musicais como samba, funk e música eletrônica em cultos? O DJ Adelson Raposo, que é pastor, diz que, se inseridos em locais e momentos corretos, os ritmos variados podem ajudar. “Cada instrumento tem o seu valor no lugar certo. Um DJ para uma festa da mocidade ou para um acampamento tem tudo a ver. Muitas vezes, temos divergências com pessoas que querem inserir o estilo deles em culturas que não tem nada a ver”, avalia. “O ritmo musical pode ajudar, mas a essência do culto tem que ser Jesus”.

Tanto o DJ Adelson quanto Daniel Pereira, líder do grupo de pagode “Razão de viver”, trabalham com evangelismo na Pedreira Prado Lopes, uma comunidade de Belo Horizonte (MG). Daniel conta que, uma vez, foi tocar na Pedreira e muitas pessoas que se encontravam em bares do bairro se converteram a Jesus.

Assista:

Comentários

:

: