Bate-Papo

Vídeos

Cristãos em boates e baladas gospel: algum problema?

O pastor Leandro Jahel, da Igreja Presbiteriana Pentecostal, e a coordenadora de eventos da Igreja Batista da Lagoinha, Sabrina Marra, falam sobre cristãos que frequentam boates e baladas. É pecado ir a esses lugares?

“O jovem convertido não deve frequentar esses lugares. Não que exista um lugar santo ou um lugar sagrado. O templo do Espírito Santo somos nós, mas existem lugares em que as práticas são totalmente contrárias àquilo que nós cremos”, acredita o pastor Leandro Jahel.

“Eu sempre fui de ir em boate. Minha mãe me levou para a igreja quando eu tinha 7 anos de idade, mas, depois da adolescência, era toda sexta, sábado… Era um lugar que eu gostava”, lembra Jahel. “Gostava tanto que Jesus me alcançou dentro de uma boate. Eu estava completamente embriagado, caí no chão, vi uma grande luz e ouvi a voz de Jesus me chamando: ‘Filho, olha o estado em que você está. Olha onde você está’. Depois que levantei, eu olhei ao meu redor e percebi que estava no lugar mais podre que eu já tinha estado na minha vida”, explica o pastor.

“O crente vai se sentir um peixe fora d’água naquele lugar, mas, às vezes, vai ser um processo rápido ou, às vezes, vai ser com pequenas coisas que ele vai observando o lugar”, diz Sabrina Marra. “Dá pra fazer um ambiente atrativo para os jovens, mas que seja saudável”, completa Jahel.

 

Assista:

Comentários fechados.