Bate-Papo

Vídeos

Amar é atitude

Amar alguém que te faz bem e amar Deus, como retribuição do amor dEle e por tudo o que Ele é e faz, é fácil e muito prazeroso. Mas amar alguém que te magoou e “pisou no seu calo” pode ser bem difícil, certo? Porém, a Bíblia ensina a amar Deus e as pessoas em todas as situações, independentemente de como elas são ou do que fizeram.

O BATE-PAPO reuniu os pastores da mocidade da Igreja Batista da Lagoinha Leozão e Vinícius Zulato, a pastora Meire, da Igreja Peniel, e Tiago Guedes, gestor do Instituto Inconformados, uma organização que tem trabalhos sociais e ensino da palavra, para discutirem o assunto.

“O amor que vem de Deus é uma questão de decisão”, afirma o pastor Leozão. Para o pastor, o amor poetizado, que está na moda, não é bíblico. Ele acredita que o amor precisa de atitudes, está ligado à identidade. “O amor é relacionar. Não é depender do sentimento. Não podemos confundir com a questão do sentir. Tem dias que você acorda azedo e não quer ver ninguém. Amar é uma atitude”, entende o pastor.

Para a pastora Meire, o maior exemplo de amor foi dado por Jesus. “Deus tomou uma decisão diante do amor que Ele tinha para com a humanidade. Amor é decisão, é atitude”, acredita a pastora.

Veja também:
Respeite o próximo
A serviço do próximo
“Não dirás falso testemunho contra o teu próximo”
Amar é se dar
Ludmila Ferber e Ana Paula Valadão – Canção do amigo

“O meu próximo é todo aquele a quem eu puder prestar algum serviço”, opina a pastora Meire. Para ela, é necessário ajudar o desconhecido da mesma forma que ajudamos um familiar, é preciso ter sensibilidade com a necessidade do outro.

Tiago Guedes defende o relacionamento. Para ele, conseguimos enxergar Deus nas pessoas. “Deus se revela na qualidade e na alegria de cada um. Nós começamos a identificar os atributos de Deus nas pessoas”, acredita.

Artigos Relacionados

Comentários fechados.