“Fiquei 15 dias num apartamento tentando suicídio”, lembra Bauxita

No quadro Papo de Deus, o cantor Bauxita relembra sua conversão e início na música cristã. Antes de se tornar membro da Igreja Batista da Lagoinha (IBL), “Baú”, como é conhecido, cantava em bandas seculares. O sucesso chegou acompanhado de problemas com drogas, álcool, vaidade excessiva e o cantor chegou a se separar da esposa. “Naquele momento [da separação], eu fiquei muito deprimido, fiquei 15 dias num apartamento tentando suicídio, numa depressão muito grande e chorava muito”, conta.

Um dia, Bauxita foi convidado por um amigo para ir a um culto na IBL. “Eu fui, chorei muito e quando o pastor pediu para ficar de pé eu levantei e caí. Passei mal, fui parar no ambulatório da igreja. E quando eu recuperei as forças e saí do ambulatório, eu vi todos os diáconos da igreja e me disseram: ‘Bauxita, você está aqui! Glória a Deus! Ele vai te usar demais!’”, lembra o cantor. Dali em diante, Baú voltou várias vezes à IBL e se converteu a Cristo.

Assista à entrevista: